31 de mar de 2008

Atualizacão automática do IE7

Na semana passada estava atendendo um cliente da empresa onde eu trabalho e ao começar a usar o computador dele vi que tinham atualizações automáticas para serem baixadas e instaladas, iniciei o download das atualizações e qual não foi minha surpresa com o que o Windows Update trouxe: o IE7.

Até onde eu sabia o IE7 estava disponível para download nos servidores da Microsoft porém não estava vindo como atualização automática. Ao retornar para empresa perguntei de alguem tinha recebido o IE7 pelo Windows Update, a resposta de todos foi negativa mas justificável se for considerar que todos já tinham instalado em seus computadores o IE7 sendo eu o único que permanecia com o IE6 ( na verdade só uso FireFox e por isso não tinha nenhuma preocupação em atualizar).

Esperei que viesse para mim o IE7 como atualização automática mas já se passaram alguns dias e ainda não tive nem sinal de novas atualizações. Esperei alguma manifestação dos blogs e meios de noticia na internet sobre a atualização automática mas ninguém se pronunciou. Duvidei que isto fosse alguma novidade, já que ninguém noticiou.

Afinal, o que está acontecendo? A microsoft já mandou o IE7 como atualização automática e eu sou o único a não saber e a não receber? A tão esperada substituição total do IE6 pelo IE7 que aliviaria em muito a carga de trabalho de quem trabalha com web está acontecendo e ninguém está dando a menor importância? Ou a microsoft está aos poucos liberando atualizações automáticas para não gerar repercussão?

Estou me sentindo aquele cara que entrou no cinema atrasado e perdeu o inicio do filme e acabou saindo sem entender nada.

27 de mar de 2008

Tecnosexual: quem nunca pensou em uma mulher com botão mute

Um americano de 33 anos pretende adotar uma nova modalidade de casamento. Discussões sobre o casamento gay agora ficarão para o passado, o novo foco de discussão é o casamento entre seres orgânicos e inorgânicos; e eu não estou falando daquelas pessoas que não largam a lata de cerveja da mão, mas sim do casamento de um ser humano (não se tem certeza sobre o grau de humanidade do indivíduo) com um ser mecânico.

Zoltam é o nome fictício que este estranho personagem da vida moderna usou pra dar uma entrevista para o Gizmodo. A esposa de Zoltam basicamente é um robô com o corpo de uma boneca inflável, seu nome é Alice. O feliz marido diz ter começado a ir á igreja e ter parado de assistir pornografia motivado por sua dedicada esposa.

Ao ser questionado do porque da inusitada escolha Zoltam responde que prefere um robô, pois “Humanos são muito biológicos e bagunçados. Além disso, há problemas, como doenças, que eu quero evitar.”

Para oficializar toda a loucura Zoltam ainda entrou em um site de casamentos e cadastrou Alice como se fosse um ser humano e hoje exibe satisfeito uma certidão de casamento com a sua eleita. Quanto a vida sexual do casal ele ainda afirma: “Sou um tecnossexual e me orgulho disso (…).Só considero os robôs atraentes. Espero dar início a uma nova forma de sexualidade.” Que o diga o esquema que ele criou para a montagem de Alice:

Quem entender me avise


No seu site, http://zoltanslab.co.uk/index.html, Zoltam ainda ensina como construir uma namorada robô e ainda dá dicas de como é a vida de um casal tecnológico como ele e Alice.

Não sou muito chegado em mulheres artificiais de borracha ( elas são muito cheinhas) , mas quando começarem a vir mulheres de verdade com um controle remoto semelhante ao abaixo me avisem pra eu sair correndo pra pegar a minha.

Sonho masculino

25 de mar de 2008

Feliz pós Pascoa


Feliz dor de barriga pós Pascoa. Pelo menos esse ano eu não fui parar no hospital.

20 de mar de 2008

Abandonando o Yoomp e retornando para o FeedBurner

Estava queimando os feeds do Without Brain no Yoomp, que me pareceu um projeto promissor, porém, esta semana voltei a utilizar o bate-enxuga FeedBurner para os feeds deste blog.

O que acontece é que os feeds do blog não estavam atualizando pelo Yoomp. Parece meio idiota mas eu não assino meus próprios blogs e por esse motivo só fui perceber o problema por acaso mesmo.

Provavelmente o fato de meus feeds não estarem sendo publicados corretamente de deve mais a minha ineficácia ao usar a ferramenta do Yoomp e não ao próprio Yoomp.
De um modo geral gosto muito do Yoomp e sempre que tenho tempo dou uma acessada pra pegar alguns links legais, mas na falta de tempo de aprender algo novo, que provavelmente não deve ser nada tão difícil, resolvi voltar para o velho conhecido.

Pra tornar mais desagradável a situação, depois de algumas atualizações automáticas o ScribeFire, que era simplesmente a melhor extensão para blogar que eu encontrei pro Firefox, parou de funcionar corretamente para os domínios blogspot.

Minha situação fica ainda mais ridícula por que eu estou escrevendo este post dentro do Word porque o computador que eu estou agora não tem o dicionário PT-BR no Firefox.

19 de mar de 2008

Mais um dia duro de trabalho


Hoje fiquei o dia todo fora do escritório prestando suporte a clientes da empresa onde eu trabalho, fui direto para o cliente que eu deveria atender durante a manhã e depois de atender o último cliente da tarde fui direto pra faculdade.


Adoro o meu trabalho, acho que tenho muito sorte em trabalhar na empresa onde estou, mas as vezes acabo me sentindo meio desvalorizado pelos clientes para quem presto suporte. Isso não é totalmente culpa deles mas da mentalidade imposta principalmente no Brasil de que software é coisa que deve ser de graça ou pirateado.


Trabalho na área de automação comercial, o que me coloca diariamente em contato com pessoas que não tem muito entendimento de informática. Pra alguns trabalhar desenvolvendo programas de computador é uma profissão menor; muitas vezes me colocam no mesmo nível daquele primo, sobrinho, filho da vizinha, que fez um cursinho profissionalizante de operador de micro-computador, dando inclusive mais razão pro desgraçado do que pra mim que trabalho com isso. Sempre tem um que diz que não precisa pagar nosso preço exorbitante porque ele consegue baixar um programa que faz a mesma coisa que o que nós estamos vendendo, de graça da internet.

E os que compram ainda acham que temos que fazer mil malabarismos para atender os seus desejos mais sem sentido, como se desenvolver uma coisa nova fosse só dar uns cliques com o mouse e pronto.

Minha mãe nem tem certeza do que eu faço no meu trabalho, os outros simplesmente resumem meu trabalho com um "ele trabalho com coisa de computador", o que é bem relativo, teve gente já me pedindo o preço de mouse.

Acho que vou seguir as recomendações do meu orientador de ensino médio que disse que era pra eu fazer direito, afinal de contas nesse país, advogado e esteticista não precisa nem ser formado pra ser chamado de doutor.

O caso da tapioca

Quando políticos brasileiros não tem mais o que roubar eles resolvem se render ao ridículo junto com toda a imprensa brasileira. Todo mundo já ouviu falar do caso dos cartões corporativos, de como mais uma vez as pessoas que nos elegemos para nos representar estão se aproveitando de seu cargo para conseguir privilégios que a maioria dos brasileiros não tem.

O ministro Orlando Silva pagou uma nota de tapioca no valor de R$8,30 e agora já se discuti sobre o crime de usar um cartão corporativo para se alimentar com comidas tradicionalmente nordestinas. Resumindo, por algum motivo, apesar da ministra da igualdade Racial, Matilde Ribeiro, ter gastado R$171 mil em aluguel de carros particulares (nunca ouviu falar em táxi a madame), apesar de outros ministros terem gastado absurdos com jantares luxuosos, a imprensa brasileira gosta de tornar notório o ridículo, o que chama a atenção do povão quer não quer nada mais que pão e circo. Viva a cultura Big Brother.
Corruptos somos nós, povo, que troca voto por brinde de campanha e depois vem reclama que não tem dinheiro pra comprar cachaça e comida ( nessa exata ordem) por culpa do governo.
Acho que o Lula e a sua base aliada deveriam tomar umas aulinhas de como varrer a corrupção pra baixo do tapete com o FHC e o Sarney, pelo menos na época deles, o governo não se expunha tanto mostrado pra todo mundo que a única medida que sabe tomar contra a corrupção e criar CPI's que não dão em nada.

17 de mar de 2008

Hackers e marca passos

Segundo essa nota do New York Times, marca-passos e desfibriladores cardíacos implantáveis são vuneráveis a ataque de Hackers.Muitos destes dispositivos são controlados e ajustados via conexão sem fio (Wi-Fi) e pesquisadores do Secure Medicine demonstraram neste trabalho que, em laboratório, eles conseguiram reprogramar e desligar um destes dispositivos. Também foram capazes de produzir no aparelho descargas elétricas que poderiam ser fatais numa pessoa.

Fico me perguntando quem seria espírito de porco o suficiente para hackear um marca passo. Roubar dados e dinheiro por meio virtual de noobs que sai por ai acessando qualquer rede wireless em saguão de aeroporto é uma coisa, mas atacar usuários de aparelhos vitais a usa sobrevivência nem o Bill gates , supremo mandante da Blue Screen of Dead que um dia causára o apocalipse na Terra ,teria coragem de tal maldade.

Ainda não acabou

Vou com transporte fretado para a faculdade, vulgu tupiqui, micro, pau de arara universitário. A uma semana atrás tive uma grata surpresa. O motorista nos mostrou uma LCD 20' instalada no micro e nos informou que só faltava ligar alguns cabos e instalar a antena de TV.

Obvio que fiquei animado por ter um DVD com uma tela LCD de 20' que não é grande coisa mas é bem legal até. Pois foi só a alegria inicial. A uma semana tenho sido obrigado a dividir a tupiqui com o Pedro Bial e os seus BBBostas. Acho que vai ter até bolão entre a turma pra ver que vai ganhar no final.



Pelo menos hoje é segunda. Martírio mesmo é amanhã que vai ter até torcida organizada. Nada como estar entre universitários com um alto nivel cultural.

A morte de meu computador

É definitivo. Venho a público anunciar a morte de alguém que por muito tempo me acompanhou durante a longa jornada da vida. Com ele eu descobri as maravilhas da correção ortográfica, o poder do Ctrl+C e do Ctrl+V que muitas vezes me ajudou a tirar dez em trabalhos de última hora que eu prometi que ia fazer no final de semana mas não fiz, porque fiquei jogando vídeo game.
Sempre o considerei a melhor criação divina depois da mulher e da pílula do dia seguinte.

Sem mais delongas anuncio a morte por idade de meu querido computador. Não posso deixar de sentir tristeza por saber que nos seus últimos dias eu não estava dando-lhe a devida atenção. Inegavelmente o abandonei por outros com maior poder de processamento e uma conexão mais veloz a internet. Ele obviamente compreendia que eu vivia cercado por outros computadores no trabalho e na faculdade que eram bem melhores que ele, mas mesmo assim nunca me decepcionou quando recorria a ele nos domingos a noite pra escapar da cara gorda do Faustão e da cara de leite do Gugu.

O momento trágico ocorreu com o que eu acreditei ser algo benéfico para ele. Abri-o para realizar a sua limpeza anual, porém não tive a sensibilidade de perceber que era justamente o pó e a barreira de sujeira que o mantinha vivo.

Tentei em vão reanima-lo, chamando mesmo um profissional mas o veredito foi a sua completa morte. Fui informado que ainda poderia aproveitar algumas de suas peças para montar um novo que poderá me servir como firewall e para compartilhar a internet, porém nunca mais o teria de volta como ele realmente era; teria apenas um implantado.

Vai-se o hardware ficam as boas lembranças: o aprendizado do linux, o primeiro kernel panic, os idiotas que foram enganados com mensagens de vírus no msn, a nossa primeira placa de vídeo, a diversão de jogar CS. É triste, mas enfim que venha o novo, montar um novo bebê do zero com certeza aliviará minha dor.


[OFF] não eu não sou maluco, nem gay, nem tenho uma relação pan-sexual com meu computador. O post acima é uma interpretação lúdica do meu sentimento em relação a perda do meu computador.

Piada que só que trabalha com informatica pode entender

O canibal vai ao mercado para comprar um cérebro para o almoço e vê o homem do mercado fazendo grande propaganda à qualidade dos cérebros de profissionais de informática que tem em oferta. O canibal então pergunta ao homem do mercado:
- Quanto é que custa o cérebro de programador?
- Cinquenta reais o quilo.
- Humm! E tem de analista?
- Sim. Cem reais o quilo, é da melhor qualidade.
- E de DBA?
- Tem também. Produto raro, cento e vinte reais o quilo, e demora mais para fritar.
- E de usuário?
- Também temos. Quatrocentos reais o quilo.
- O quê? Mas usuário é o que mais tem por ai. Como pode ser tão caro??? - pergunta o canibal, perplexo.
- Você por acaso faz idéia da quantidade de usuários que é preciso matar para se conseguir um quilo de cérebro?

Endereço do Google Analytics com problema

tml'>Sempre acesso o Google Analytics pela url analytics.google.com e abro a versão em português do Brasil do site, porém ao tentar fazer isso hoje o site abriu a versão em inglês dos US, seu eu tendo logar pelo site em inglês ele não encontra meu usuário e senha, mas o estranho é que se eu tento escolher a opção português na caixa de escolha de idioma de visualização do site ele me retorna o seguinte erro:


Na verdade o problema está no fato de o link pra página em portugues estar apontando para:http://www.google.com/analytics/pt-BR/indexu.html ao invés de http://www.google.com/analytics/pt-BR/index.html (pra que não notou está escrito indexu.html no link), parece que algum estagiário do Google teve um ataque de seu Creisson

13 de mar de 2008

ScribeFire falhando

Ontem veio para mim junto com as atualizações do Firefox uma atualização do ScribeFire, após instalar as atualizações o ScribeFire simplesmente não encontrava os post do blog, pra se eu quisesse altera-los, por exemplo. Também não consegui colocar postagens novas no blog por causa de uma série de problemas.

Hoje veio nova atualização e o problema parece ter sido completamente solucionado. Por um momento tive medo de ter de abandonar a melhor ferramenta para blogs que eu encontrei até agora.

10 de mar de 2008

Without finalmente no Internet Explorer

Depois de ficar correndo atrás do problema que estava dificultando a visualização deste blog no Internet Explorer (em todas as suas malditas versões), descobri que o que estava causando o erro era um banner do adsense que ficava no alto dos posts, entre o título e o texto.


Eu não sou web design, não trabalho com web ou monetização de sites, acho que nem blogueiro eu posso ainda ser considerado, mas o famigerado Internet Explorer já está me dando dor de cabeça. Percebi o problema quando recebi um link do orkut sobre o suposto filme porno da Juliana Paes. O link era justamente de uma comunidade sobre a Juliana Paes, mas só tinha me retornado umas 200 visitas. A principio achei que o orkut não era, afinal de contas, um site de referencia tão boa mas aí lembrei de todos os desocupados que ficam perambulando por está enorme comunidade virtual e percebi o quanto era atrativo um tópico com o título " a verdade sobre o filme porno de Juliana Paes".

Sem muita noção do motivo do baixo índice de visitas resolvi dar uma olhada no blog com IE6 ( da minha maquina pra ver se as fontes não estavam muito bagunçadas por causa da minha inexperiência com o ScribeFire ) e lá estava a surpresa: simplesmente o IE não mostrava o texto do post. Depois de muito pensar lembrei que o problema só apareceu depois da ultima modificação que eu fiz no blog que foi colocar o adsense dentro do post. A única solução imediata foi retira-lo.

A chateação pelo menos me levou a conhecer um ótimo site para testar o layout do blog:
o http://browsershots.org/ te mostra como ficaria o seu site em vários navegadores diferentes. É um pouco demorado para dar todo o resultado final mas vale muito a pena.


Como se tornar um blogueiro

Basicamente blogueiro é a definição usada para se referir a alguém que escreve um blog. Mas ao contrário do que alguns acham, não basta simplesmente criar uma conta no blogger ou no wordpress.com e colocar um ou dois posts com os vídeos favoritos do youtube ou publicar a letra de suas músicas prediletas para poder ser considerado um blogueiro. Ser um blogueiro é muito mais que escrever em um blog; ser blogueiro é seguir um estilo de vida ( virtual), é ter um modo de pensar e fazer as coisas que o caracterizem como blogueiro.

Para ser um blogueiro você pode seguir os passos abaixo. Se conseguir segui-los a risca talvez possa ser considerado então um blogueiro.

1º passo:
Crie um blog e divulgue-o : isso pode parecer obvio; mas na verdade o importante neste primeiro passo não é o que está escrito no seu blog mas o fato de o seu blog estar na assinatura de todos os seus e-mails; participe de listas de discussão onde se discuta sobre blogs para poder ter mais e-mail's circulando entre pessoas que tenham tempo a perder lendo o que você escreve.

2º passo:
Crie um layout para seu blog: quando eu falo criar não quero dizer especificamente "criar", existem muitos sites que oferecem downloads de templates, certifique-se que você tem pelo menos inteligência o suficiente para baixar e colocar o template no seu blogger; passe para o próximo passo apenas depois de ter certeza que você não come sorvete pela testa. Não esqueça de fazer um post sobre as mudanças no visual do seu blog.

3º passo:
Abandone sua religião e passe apenas a seguir o único e verdadeiro Deus: o onipresente e onipotente Google.

4º passo:
Coloque o máximo de anúncios que o poderoso Google permitir em seu blog, não esqueça do ML , buscapé, UOL afiliados e tanto outros que oferecem dinheiro por babacas que tiveram o azar de cair no seu blog e clicaram no link de propaganda que você disfarçou no meio do texto achando que seriam direcionados para alguma informação útil. Jure até a morte que você escreve apenas por prazer, e que o jeito que você integra os seus anúncios e coloca suas keywords e apenas parte do estilo do seu blog.

5º passo:
Participe de todas as discussões com o máximo de ardor o possível mesmo que você não tenha certeza sobre o assunto da discussão. Quanto mais mirabolantes os argumentos melhor, mostra que você tem um estilo próprio; na dúvida peça ajuda ao poderoso Google.

6º passo:
Tenha um opinião sobre o Cardoso. Você não sabe quem é o Cardoso? Nem eu; mas tenha uma opinião sobre ele, boa ou ruim, não importa, apenas tenha.

7º passo:
Comece a maioria dos seus posts falando de e-mail's que você recebeu e deram inicio ao assunto do qual você vai tratar. Se você só recebe e-mail de propaganda do Mercado Livre e correntes da Samanta não se acanhe em inventar e-mail's; todos os blogueiros de verdade fazem isso.

8º passo:
Inclua livros copos no mesmo post. Isso dará a todos uma prova de como você é um ser excêntrico que merece ser lido.

9º passo:
Crie listas dos dez mais, dos dez menos, das dez coisas mais estranhas que já sairam do seu corpo ( ou das que entraram), não importa o assunto, apenas crie listas.

10º passo:
Se sinta um blogueiro. Reclame dos plagiadores que copiam seus textos e não citam a fonte, mesmo que ninguém leia seu blog reclame dos plagiadores. Fale de como a "blogosfera" brasileira sofre com constantes ataques de mídias tradicionais que invejam seu poder de comunicação em massa. Troque e-mail com outros blogueiros para poderem juntos definir o destino da blogosfera brasileira.

Eu, por enquanto, estou apenas no passo um. Sou meio devagar mesmo e por isso sou um blogueirinho. Quem sabe com empenho eu me torne um blogueiro famoso entre os outros blogueiros. Pena que blogueiro famoso é igual ganhador de premio principal em bingo, ninguém conhece mas todo mundo que não ganhou tem inveja.