28 de jul de 2008

Um pouco de frio para melhorar

Sabe aquele tipo de pessoa que adora o sol do verão, pegar praia no final de semana, correr no parque no inicio da manhã; pois é, eu não sou assim.



Minha estação favorita sempre foi e acredito que sempre será o inverno (desde que eu não vá morar no Alasca, é claro).



Sempre me senti meio sacaneado por ter nascido em um país tão tropical como o Brasil, mas sempre me senti aliviado por ter nascido na região mais ao sul desse país de Luiz Inácio. O Rio Grande do Sul tem um dos invernos mais lindos de todo o Brasil. Não chove tanto como no norte, não tem tantos alagamentos como no sudeste, e não tem tanta lama como no Distrito Federal.







No inverno, sempre acordamos com uma bela neblina que torna a manhã extremamente lúgubre; neblina pode parecer algo ruim em outros estados, principalmente para quem precisa dirigir, mas por aqui já estamos acostumados.



No inverno, as pessoas parecem mais elegantes. Já viu aquelas reportagens sobre o Festival de Cinema de Gramado? Já viu como as pessoas parecem chiques. Pois é, no inverno nós, gaúchos, costumamos usar malhas, ponchos, mantas, boinas, chapéus, palas e todas essas outras coisas que, descobri através de amigos vindos de outros estados, são consideradas vestimentas chiques. Além do que, no inverno, pessoas gordas como eu podem se sentir um pouco melhor para sair na rua; ninguém fica todo suado e parecendo ter recém saído de uma sauna, ninguém vai perceber se você engordar dez quilos (até chegar o maldito verão, é claro).



Outra coisa que faz do inverno a melhor estação para mim, é um dos meus maiores prazeres, que só pode ser aproveitado plenamente com a temperatura mais baixa: dormir.



Nos dias quentes não tem nada mais torturante do que deitar na cama para dormir. Não dá pra ligar o ar-condicionado, porque senão você acorda sem voz no outro dia; o ventilador só faz vento quente; os malditos mosquitos se tornam super-mosquitos invulneráveis àqueles aparelinhos que te vendem, prometendo uma noite livre de mosquitos; você vira de um lado para outro na cama até resolver ligar o ar, porque não consegue dormir naquele calor e por fim, acorda no outro dia, já cansado logo de manhã, e todo rouco e entupido por causa do ar-condicionado.



No inverno nada disso acontece. Dormir é uma das melhores coisas do inverno. Aproveitar a cama quentinha, tomar chocolate quente antes de dormir. Sem mosquitos pra te encher o saco. De manhã você acorda mais disposto, pois teve uma boa noite de sono; claro qua não dá muita vontade de levantar - eu costumo me atirar para fora da cama, as vezes eu caio, mas é o único meio de levantar -, ai é só tomar uma ducha bem quente para estar preparado para um belo dia de inverno.



O sol no inverno é maravilhoso, porque te esquenta ao invés de te queimar. Podemos nos reunir em locais fechados sem aquela sensação de abafamento, podemos patinar no gelo - em Gramado pelo menos - usando roupas de inverno, e não de camiseta e bermuda dentro de um shopping. Podemos ver neve de verdade e tomar o chimarrão da forma mais tradicional: queimando todas as nossas papilas gustativas de tão quente.



Só posso afirmar uma coisa: se eu não gostasse tanto do Brasil, principalmente do Rio Grande do Sul, já teria me mudado para a Groêlandia, só pra poder aproveitar o frio o ano inteiro.

2 comentários:

  1. Aii, pois eu gosto do calor, também pudera, eu moro numa cidade que faz 40° no inverno e no verão.
    Nunca fui num lugar frio, talvez a passeio, mas muito pouco.
    Então eu sou feliz.
    Ps: Voltei das ferias.

    Iara Alencar

    ResponderExcluir
  2. orbigada querido amigo...
    viu..
    me liga...vai ter ensaio hoje...depois da seis e meia...
    preciso URGENTE falar ctg!

    ResponderExcluir