17 de fev de 2009

Sistema penitenciário Gaúcho (ou quando confundem o seu blog)


Provavelmente, a maioria dos blogueiros já devem estar acostumados á receber comentários em seus posts de pessoas que acham que você tem alguma relação direta com o assunto sobre o qual você escreveu. Exemplo: você escreve sobre sua prestadora de internet, no meu caso a BrT, e sempre aparece algum pára-quedista para comentar no seu blog, achando que ele é algum tipo de canal de comunicação direto com a BrTelecaco.

Normalmente eu não dou atenção a esse tipo de comentário, mas hoje recebi um comentário que merece destaque no blog.

Explico!

Faz um tempo, escrevi um post sobre um jornal da região que eu moro estar colocando no ar um blog da redação. O Jornal em questão é o Diário Gaúcho, que é simplesmente o jornal mais lido da região, principalmente por ter um foco mais popular.

Neste post já havia recebido comentários que obviamente não eram direcionados a mim, como por exemplo, perguntas sobre a situação da Ulbra, uma universidade tradicional, que hoje está a beira do abismo, graças a administração de um reitor corrupto. Mas hoje recebi um comentário endereçado ao senhor Alexandre Bach, editor chefe do Diario Gaúcho e autor do blog da redação. O comentário é sobre uma manchete da capa do jornal de hoje (17/02):

 

image

 

A manchete pode ser lida neste link, e abaixo transcrevo o comentário deste leitor que não consegui identificar.

Sr.Alexandre,gostaria de comentar sobre a reportagem de hoje da capa do diário,onde falão sobre o motim no presídio central de ontem,Quero comentar os acontecimentos que não são divulgados ao público,e que nós temos que saber e principalmente opinar sobre tais assuntos.
O presídio central tem muitos apenados se não me engano bera aos 5000,e se também não me engano tem no geral no máximo 300 funcionários,sendo que nem todos estão sempre lá pois eles se revesam dia e noite.Entre esses funcionários são um pouco mais da metade da força tarefa,que são homens e mulheres que vem de longe,pois recebem diaria e são treinados para lidar com os apenados,mas por causa da vontade de alguém lá de cima ou seja do governo para mostrar que m manda mais decidiu que os membros da força tarefa não podem ultrapassar os 14meses no presídio,sendo assim com esse troca-troca anual que eles fazem para mostrar quem manda a segurança do presídio nunca se estabiliza,pois quando eles já estão treinados e conseguem ter todo o controle,são substítuidos por outros colegas que passarão pela mesma coisa e assim sempre continuará,o central nunca terá uma segurança estabilizada e nós ficaremos mais a merce ainda.EX:ontem na hora que toda aquela bagunça começou as pessoas que realmente sabem controlar a situação estavam lá pegando seus ofícios para irem embora e deu no que deu,pessoas com praticamente nada de treinamento ali tentando contornar a situação.E a nossa Governadora cortou a verba do presídio,e agora como ficará a situação?Acredito que vc pode pesquisar um pouco essa questão e levar aos leitores a outra face da moeda ou pelo menos me ajude a públicar uma matéria com este assunto,pois precisamos fazer alguma coisa para tentar manter na cadeia os que lá estão pois temo pela segurança de todos nós,precisamos de muitas pessoas treinadas para nos dar o minímo de proteção e pagamos para isto.obrigada

 

Através deste comentário, fiquei sabendo que o maior presidio do meu Estado tem uma estrutura de segurança tão frágil que beira ao ridículo. Ao invés de investir em treinamento e capacitação dos funcionários do sistema carcerário, o Estado brinca com a vida destes trabalhadores, dos presos e até mesmo da população. Já tinha ouvido falar que o Rio Grande do Sul tinha o pior sistema penitenciário do Brasil, e se for verdade, posso entender o porque.

Como é possível que o comentarista não se dê conta que esta usando o canal de comunicação errado, vou enviar este comentário para o jornal. Quem sabe eles se apercebam de como é importante mostrar algumas mazelas da nossa administração pública.

2 de fev de 2009

Redes sociais, pra que te quero

orkut22Era uma vez um carinha muito simpático, que trabalhava em uma empresa que estimulava seus funcionários a gastarem  20% do seu tempo em projetos próprios. Este carinha se chama Orkut Buyukkokten(esse da foto mesmo), e acabou por criar uma rede social muito interessante, cujo objetivo era integrar os funcionários da sua empresa, através de perfis criados pelos próprios usuários e pequenas mensagens que podiam ser trocadas entre todos. Com o tempo esta rede cresceu, e apesar de só aceitar novos membros mediante convite, ela se expandiu rapidamente para fora dos domínios da empresa e ganhou o mundo, até chegar a um país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza… mas que beleza!(WTF).

Não tenho nada contra quem adora o Orkut, sério, alguns dos meus melhores amigos tem perfil no Orkut, tenho familiares com perfis no Orkut; e eu nem os evito (apenas não tiro foto junto deles, de jeito nenhum) ; eu mesmo tive perfil no Orkut por mais de um ano, e acredito que muita gente use o Orkut para se comunicar com amigos distantes, ou com amigos próximos mesmo. Até acredito que existam comunidades que agregam conhecimento e informação, e conseguem se manter livres dos troll’s e spamer’s.

Mas quando se torna comum, em uma rede social, aparecerem coisa como essa:

 

Kibado do post Regi tudo de bom do blog da PGA

Ou coisas realmente assustadoras como essa:

 image Coloquei só meia foto pra não traumatizar
se tiver coragem, olhe tudo aqui

 

Acho que é hora de jogar a toalha e cair fora enquanto é tempo.

Mas para onde ir? Afinal eu também quero participar de redes sociais, conhecer novos amigos virtuais, encontrar pessoas com os mesmos gostos e afinidades que eu.

Que tal o MySpace, que faz pouco ganhou uma versão nacional! Talvez eu possa conhecer pessoas interessantes nas comunidades !!! Vamos ver: “Tenho Orkut e MySpace”, “Tenho MSN”, “Eu odeio acordar cedo”, “Eu acredito e confio em Deus”. Oh shift, O MESMO FILME COM ATORES DIFERENTES.

Talvez eu deva tentar o Sonico, já que estou recebendo SPAM de tanta gente recomendando esta bagaça, quem sabe vale a pena. Vamos lá: “Tenho Orkut e Sonico”, “Tenho MSN”, “Eu odeio acordar cedo”, “Eu acredito e confio em Deus”. Acho que não!!!

Quem sabe o FaceBook, lá você tem de confirmar sua conta através de um numero de celular valido, se não confirmar, tem que digitar um captcha toda vez que mandar uma mensagem; como spamer’s, trolls e beneficiados da Inclusão Digital são incapazes de acertar um captcha ,talvez eu tenha mais sorte.

“Tenho Orkut e Facebook”, “Tenho MSN”, “Eu odeio acordar cedo”, “Eu acredito e confio em Deus”. Desisto.

Afinal de contas, para que eu quero redes sociais se eu não consigo socializar? Porque toda rede social que chega ao Brasil, é imediatamente transformada em um Orkut-genérico?

Porque o pessoal da Comunidade de Filosofia, está mais preocupado em não deixar ninguém perceber que são todos pseudo-intelectuais ao invés de discutir filosofia?

Porque eu estou escrevendo mesmo depois de não ter certeza sobre o que era o assunto deste post?

Primeiro eu achava que era só anti-social, agora descobri que sou anti-rede social.

Será que blogs valem como rede social?