11 de abr de 2009

É feio ser você mesmo


Uma vez, uma pessoa me disse que 'Era obsceno ser gordo em um mundo onde tantas pessoas passam fome' .

Então eu disse que obsceno mesmo era a hipocrisia desta pessoa em ser consumista, egoísta e egocêntrica e ainda assim procurar defeitos em outras pessoas que justificassem as mazelas do mundo. Mandei ela vender o seu tênis da Nike, comprar uns quilos de arroz e feijão e levar em uma comunidade cheia de crianças carentes que existem ao montes na nossa pequena cidade.

Obviamente esta pessoa nunca mais falou comigo.

Tudo bem, um a menos para me recriminar pelas minhas escolhas.

Vocês já reparam que sempre tem alguém nos comparando com alguma coisa para dizer que somos feios?

Desde criança é assim. Até alguns pais ficam torturando os filhos os equiparando com os outros.

"-Olha que bonito o filho do fulano que usa roupa de gaúcho na semana farroupilha, porque você não é assim?"

"-Olha que bonito o tal lá, que não fica usando o tempo todo roupa preta"

"-Olha que bonito o tal que vai em festas descentes ao invés de ficar pulando muro de cemitério á noite" - festas descentes eram os bailes funk ou os bailões (pior que baile funk).

Poisé, eu tive uma adolescência muito estranha, mas felizmente fiz tudo que quis e do jeito que queria, independente das pessoas acharem feio ou não.

Pessoas_feias_pagam_mais Na verdade, se eu desse bola para o que as pessoas acham feio em mim eu teria uma vida muito chata. Tem gente que acha feio eu ser bolsista enquanto outros tem que pagar a faculdade, outros acham feio eu dormir o domingo inteiro, mas não se dão conta de como é difícil manter uma dupla jornada de trabalho e estudo durante a semana; outro me diz que é feio eu ter uma péssima memoria como se eu pudesse ir na loja da esquina e fazer um upgrade cerebral.

Tenho que aguentar gente dizendo que é feio eu ser anti-social, que é feio eu ser gordo, que é feio eu comprar três peças de roupa exatamente iguais porque eu gostei da mesma. Tem quem ache feio eu não dar muita bola para o Natal e não ir á igreja.

Os crentes dizem que é feio eu ser ateu e os ateus dizem que é feio eu dizer que não estou nem ai se Deus existe ou não e que tenho coisas melhores para me ocupar.

Pois então que seja, eu sou muito feio mesmo e poucas coisas me deixam tão feliz quanto a minha feiura. E também acho muito bom ter nascido em um mundo onde a beleza esta institucionalizada e muito bem definida, se tivesse nascido em um mundo onde todo mundo fosse feio, eu até poderia ser muito feliz como sou por aqui, mas talvez não me desse conta disso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário