14 de set de 2009

Famosos ... fiquem longe do Twitter



Talvez você entenda melhor este post vendo isto antes e assistindo o vídeo.


Surge aquele efeito especial de super-nova na TV, meu pai reclama que preferia quando tinha aquela mulher pelada saindo da água.

Patricia Poeta - Hoje, aqui no Fantástico, você vai conferir um entrevista emocionante com um dos maiores apresentadores do Brasil.

Tadeu Schmidt - Luciano Huck revela com exclusividade para o Fantástico a sucessão de eventos que o levaram a apagar o seu perfil da rede social de micro-blogs Twitter (fala Twider).

Patricia Poeta - Eu falei com Luciano Huck e ele me revelou os bastidores desse mundo, que a cada dia, atrai e vicia mais gente.

Corta para o inicio da reportagem, cadeiras brancas em um lugar com muito sol.

Patrícia Poeta - Então Luciano, primeiramente eu queria te agradecer por abrir a sua casa e o seu coração para o Fantástico, principalmente nesse momento, tão difícil para você.

Luciano Huck - Eu é que agradeço pela visita e ... pela oportunidade de falar um pouco sobre o que aconteceu comigo e ... alertar outras pessoas para o perigo que está ai e ... as vezes as pessoas não percebem...

Patrícia Poeta - Então Luciano, vamos começar falando sobre como você se envolveu com o Twitter? Como você entrou nessa rede?

Luciano Huck - Acho que tudo começou por influência de alguns ídolos americanos meus. O Ashton Kutcher, por exemplo, sempre participou bastante do Twitter, abertamente inclusive ... na verdade ele se mostrava orgulhoso de quantidade de seguidores que ele tinha.

Patrícia Poeta - Você estava buscando obter fama com o Twitter então?

Luciano Huck - Não sei se era exatamente fama que eu buscava. Talvez fosse mais uma fuga; uma tentativa de mostrar para as pessoas, um lado meu que a grande mídia ou o público não conheciam

Patrícia Poeta finge que a resposta de Luciano não quer dizer exatamente que ele entrou no Twitter pela fama.

Patrícia Poeta - E quando você percebeu que o Twitter estava te afetando negativamente?

Luciano Huck - Perceber isso foi especialmente difícil. Acho que o momento em que eu percebi isso, foi quando eu sorteei entre os meus seguidores ... porque no Twitter os usuários que lêem o que você escreve se chamam seguidores ...; foi quando eu sorteei entre os meus seguidores, quase toda a minha coleção de iPhones ... inclusive um, estilizado com a marca Dolce & Gabana, que era um dos meus favoritos.

Patricia Poeta - Algum amigo ou parente percebeu o que estava acontecendo com você? Alguém tentou ajudar?

Luciano Huck - Simmmm. Vários amigos tentaram me alertar que eu estava comprometendo a minha saúde, o meu bem estar e a minha vida naquilo. Eles me aconselhavam a parar um pouco; porque, inclusive,  eu tinha ataques nos dias em que a taxa de crescimento dos meus seguidores no Twitter caia.

Patrícia Poeta - E você aceitava esse conselhos?

Luciano Huck - Não porque eu estava fascinado por aquele mundo, por aquela audiência, porque o Twitter te faz se sentir bem. Estar no topo do Twitter te faz sentir bem. Claro que as vezes também me fazia sentir mal. Ouve um dia que o Twitter limpou das listas de seguidores todos os bots e perfis de spam ... nesse dia eu perdi vários seguidores ... eu fiquei tão abalado com isso ... que me tranquei no banheiro e fiquei lá! Por cinco horas!

Patrícia Poeta - E hoje, como você está? Como o Luciano vê a relação Luciano/Twitter hoje?

Luciano Huck - Eu tive que passar alguns dias em uma clinica em Miami, para viciados em Twitter e ... que eu acho que também atendia viciados no Facebook; e hoje eu posso dizer que sou um outro homem, totalmente livre do vício, uma pessoa feliz e pronta para viver uma vida de verdade, plena e não uma vida falsa ... online.

Patrícia Poeta - Bem Luciano, eu queria agradecer novamente por esta entrevista e te desejar boa sorte nesta sua nova fase.

Luciano Huck - Eu é que agradeço Patrícia e só para finalizar, eu gostaria de dizer que não estou aqui para levantar bandeiras, até porque cada um sabe o que faz da sua vida, mas eu estou aqui para mostrar que o vício no Twitter, que a cada dia aumenta mais no Brasil, é um problema que pode ser resolvido, com muito apoio e muita força de vontade.

Fim da reportagem


Meus pais ficam na sala, mudam o canal para assistir o Silvio Santos.


Eu vou para o meu quarto, prometendo que o próximo Twitt vai ser o último da noite ... ou talvez só mais dois ... afinal de contas, preciso avisar todo mundo que vou dormir ... 



Caso você não tenha percebido este texto é ficcional

3 comentários:

  1. Essa do Luciano Huck foi demais pra mim.

    Será que estou viciado tb? Se estiver vai ser osso pagar uma clínica em Miami! huahauha

    ResponderExcluir
  2. Poisé @Ueliton; acho que eu também não tenho grana nem para comprar adesivos anti Twitter.

    ResponderExcluir