8 de mai de 2010

Lady Gaga é cultura, sim senhor!


No fim das contas os humanos não passam de macacos de imitação. Somos treinados para selecionar e avaliar os comportamentos de nossos semelhantes e decidir o que é melhor e deve ser imitado. A partir dessa premissa, podemos decidir imitar aqueles que não perdem a chance de cair num 'batidão do funk' ou aqueles que só sabem repetir como a sociedade está decadente, que não existe mais cultura entre os jovens e todo aquela verborréia típica dos que querem se diferenciar da grande massa e mostrar que são mais inteligentes que o resto dos macacos da jaula.

Não que eu aprove o funk! Já disse antes que o funk não passa de uma dança do acasalamento um pouco mais moderna; mas … 'e daí' que o objetivo primordial do funk é se exibir para possíveis parceiros sexuais; quase tudo que o ser-humano faz é para se exibir para seus possíveis parceiros. Até a 'meritocracia informal' na internet é uma forma de exibição - a quantidade de blogueiros se gabando do tamanho do seu PR por ai prova isso.

Mas o que a Lady Gaga tem a ver com isso? Bem, ela tem muito a ver com isso.

 lady gaga_corpse A garota é bizarra mesmo


Pra quem não sabe, essa moça Lady Gaga, é um dos ídolos pop da atualidade. E embora a única coisa que eu me lembre de ter escutado dela tenha sido uma interpretação de Poker Face pelo Cartman de South Park, eu não me envergonho em admitir: Lady Gaga é CULTURA e com letra maiúscula.

Virou moda (ou sempre foi moda) entre aqueles que se consideram intelectuais e bem informados, tratar qualquer produção artística contemporânea que faça o mínimo de sucesso como lixo pop. Essas mesmas pessoas gostam de chamar de cultura um cara tocando violão para meia dúzia de estudantes 'socialistas/comunistas/pedantistas'. em um boteco fedorento de porta de faculdade.

O que esses indivíduos não se dão conta, é que a cultura é muito mais ampla do que sua mente pequena pode apreender. Cultura envolve todo um processo de criação artístico e a identificação de uma população de indivíduos com essa arte. Da mesma forma que danças tribais representam uma forma de cultura entre índios isolados da 'civilização' em alguma aldeia da Amazônia, Lady Gaga representa a cultura de tribos urbanas, que não se distanciam uma das outras por sua posição geográfica, mas sim pela ordem de costumes estabelecida entre seus membros.

O que estou tentando dizer é que é muito fácil imitar aqueles que se julgam inteligentes demais para aceitar que musica pop seja cultura, e acabar condenando qualquer artista ao escrutínio intelectual, só porque a arte do mesmo tem um apelo mais popular.

Zeca Camargo, um dos poucos jornalistas que admiro, entrevistou Lady Gaga e escreveu dois excelentes posts em seu blog (aqui e aqui) sobre o universo dessa artista meio performática, meio cantora. Admiro a coragem de Zeca Camargo, que possui uma bagagem cultural e intelectual enorme e jamais se acanhou de falar das formas mais popularescas de arte, inclusive prestando seu apoio a Sthefany (aquela mesma do Croosfox)

Eu sei que nem tudo que o ‘povo’ produz é culturalmente aproveitável, mas é necessário termos sempre o entendimento de que a cultura não está presa nas galerias, nos museus ou nos teatros; a cultura está na rua, está na boca do povo, está naquela roda de pagode e no baile funk; a cultura é livre das amarras do intelectualismo e do academicismo burguês que permeia aquela parcela da sociedade brasileira que se julga mais esclarecida porque frequenta uma faculdade, livrarias ou os barzinhos da moda.

 

Post chato é isso ai pessoal! Se você leu até aqui, meu muito obrigado. Não conhece Lady Gaga como eu? Pois dá uma olhada então no clip do último single da garota, neste vídeo no Youtube, piração total como é de se esperar

.

19 comentários:

  1. Esses intelectuais que você cita no texto, não passam de pseudos. São o tipinho de pessoa mais desprezível possível, que se acham o dono da verdade sem ao menos conhecer o verdadeiro sentido da palavra cultura, acabando por misturá-la com clássica.
    Só com o último parágrafo (não o PS) já matou a pau todo o restante do texto, ou seria desses seres? Fiquei na dúvida.

    Sempre gostei da Gaga, mesmo antes dela explodir por aqui, não só pelo seu ritmo, mas por ser desbocada, sem ter medo de falar e/ou fazer. Esse vídeo só prova mais uma vez isso, ela quer fazer, faz, e como você falou no Twitter ontem, liga o foda-se.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Cara, não vou negar! Sou do tipo que não gosto de coisas de massa. Prefiro gostar de coisas diferentes que pouca gente gosta.

    Mas voltando a Lady Gaga. Como você bem falou, cultura pode ser qualquer coisa. Ou os boyzinhos da nova geração acham que Pixinguinha era o ricão e todos os poderosos gostavam? Nada disso, ele passou pelo mesmo problema ou pior que a Gaga aí.

    Por coincidência comentei ontem no Twitter que a aria mais pop de Mozart era a Rainha da Noite. Pop não quer dizer que você tem que curtir NXZero, Pop é que é mais atual e conhecido, apenas!

    Não vivo criticando Estefanes, gagas e bailes funks, mas não nego que escolho muito bem o que escutar e gostar e curto pacas ser o cara que curte uma roda de violões no barzinho nojeto próximo da faculdade.

    ResponderExcluir
  3. Eu acho Lady Gaga uma porcaria. Isso é questão de gosto, não é ser intelectual.
    Eu odeio funk, odeio a maioria das músicas pops, odeio quase tudo que tentam chamar de rock e que surgiu depois de 1990. Por que? Porque esse é meu gosto.
    Você escreveu um texto longo, chato e cheio de voltas só pra defender seu gosto musical? Que perda de tempo!
    Se você gosta, ouça. Não precisa "obrigar" os outros a gostarem!

    ResponderExcluir
  4. Vejo que você Diego, não entendeu bem o sentido do post, mas deixa pra lá, não vou querer explicar.

    E esqueci de comentar que sou bem eclético, indo do New Pop de Gaga, passando por System parando em Beirut!

    ResponderExcluir
  5. Eu entendi sim. Entendi que ele está criticando quem "fala mal" de músicas pop, como se o fizessem só por ser pop. Como se houvesse uma generalização de que tudo o que é pop fosse ruim. Mas eu acho simplesmente que isso é uma questão de gosto. E gosto não se discute.
    Eu gosto de rock antigo (década de 80 pra trás). Se eu for levar em conta a quantidade de gente que critica o meu gosto musical e que diz que "eu gosto de música de velho", estaria ferrado. Eu simplesmente deixo que falem. Cada um tem uma opinião.

    ResponderExcluir
  6. Música boa é a que agrada aos ouvidos. Tenho preferência por rock, como The Who, por exemplo. Mas gosto também de Black Eyed Peas, Racionais MCs, Michael Jackson... A única coisa que eles tem em comum entre si são que todos me agradam. Talvez daqui uma semana, por exemplo, eu esteja saturado de algum deles e não aguente mais nem ouvir o nome. Mas música é assim!

    E concluindo, mais uma vez, digo que é besteira discutir gosto. Só acho besteira chamar alguém de "pseudo intelectuais" só por criticarem algo pop.

    ResponderExcluir
  7. O pior de tudo isso é que existe gente assim. Que na escondida escuta Calcinha Preta, mas pros amigos é de Mozart a Bach. Conheço pessoas assim, infelizmente!

    ResponderExcluir
  8. Diego, você não está querendo entender! Teilor não gosta de Lady Gaga e deixou isso claro. Não quer convencer ninguém que seu estilo musical é o melhor. Nem ao menos citou seu estilo musical, caramba!
    Agora me diga onde ele está discutindo gosto?

    Falo e repito, são pseudo intelectuais esse povinho que foi citado sim. Por definição, intelectual é quem reflita, estude ou especule ideias, não apenas as repugne. Se fossem verdadeiros, não se sentiriam os "reis e rainhas da cocada preta" só por gostarem de música clássica e/ou voz e violão.

    ResponderExcluir
  9. @Richard, obrigado pelo comentário. Eu também não sou o maior fã de música pop, mas não posso dizer que 'goste' de ser diferente só por ser diferente; eu gosto do que gosto e é isso que importa. Tirando a parte de ir escutar algum maluco tocar violão em um barzinho (detesto música acústica) acho que eu não sou muito diferente de você.

    @Felipe, você captou exatamente a mensagem que tentei passar com esse post, e isso apesar de meu modo de escrever meio rebuscado e prolixo. Thanks

    @Diego, você parece um cara inteligente e entendo o seu comentário, só acho que você não entendeu a idéia central do post. Não sou fã da Lady Gaga, apenas usei ela como exemplo para deixar claro o meu repúdio aos que se consideram intelectuais demais para admitir que a música que ela faz seja cultura. Infelizmente a sociedade em que vivemos tem uma visão muito elitizada do termo 'cultura', o que faz muitas pessoas acharem impossível entender musica pop como uma forma de cultura, foi isso que eu pretendi criticar neste post. Obrigado pelos seus comentários.

    ResponderExcluir
  10. Cultura de massa para a massa.
    Cultura alternativa para quem quer se deslocar distanciando da massa.
    E ponto.

    Da mesma forma que um não vai com o outro, o outro não vai com o um.

    Criticar um deles é intolerancia. Intolerancia é vista, na democracia, como uma coisa negativa em uma argumentação.

    Portanto, concordo em aparte - na maior - e discordo em parte - na menor.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Eu penso que boa música é aquele som que ouço e gosto. Independente do ritmo.

    Acho o funk um lixo, mas temos que admitir que o ritmo é contagiante. As letras (se é que assim podem ser chamadas)... Nem da para comentar.

    Sobre a Lady Gaga, tem algumas músicas que eu gosto, assim como tem músicas que eu não gosto.

    É cultura adimitir que cada um tem o seu gosto, independente de ser bom ou ruim. Em outras palavras, mau gosto também é gosto.

    ResponderExcluir
  12. LADY GAGA E SIMPLISMENTE A MELHOR DAS MELHORES!!! MADONNA ADEUS AGORA TO EM OUTRA.. AI QUEM QUISE SEGUI O MEU BLOG WORLDTVGEM.BLOGSPOT.COM

    ResponderExcluir
  13. Vamos viajar um pouco p ver se entendo o que vc falou que é cultura:
    Suponha uma delegação de recém descobertos embaixadores extra-terrestres notavelmente mais avançados tecnológicamente que nós, antes de sua visita oficial a nossa terra pedem que mandem algo de nossa produção artística, vc escolheria:
    A) Um funk (aqueles bem clássicos, trabalhados, harmonicos, que o executor ((recem formado estudante de música)) inclusive concorda o verbo com o sujeito na letra de sua bela composição.
    B) a Lady Gagá... (sem comentários)
    C)Qualquer coisa que o Mozart tenha composto às pressas no banheiro...

    Tenha dó vai...

    ResponderExcluir
  14. Muito interessante o seu comentário Eloun073, prometo fazer um post sobre ele assim que possível.

    ResponderExcluir
  15. Sou totalmente a favor da liberdade de expressão.... Xingar, falar o quer acha, o que pensa, ter conclusões e opinião é algo bom, mas por favor, não espere convencer ninguém com esta argumentaçãozinha chula!
    Lady Gaga é a personificação da depravação e falta de valores da geração atual.
    A palavra cultura refere-se a costumes, tradições... Lady Gaga não é cultura, é moda! Mais uma icone pop, mais um nome bonito que não traduz nada de util, alias, traduz muito bem a futilidade desta juventude retardada que tem se levantado para cair! infelizmente!

    ResponderExcluir
  16. Concordo plenamente com o que foi dito, apesar de achar o som da Lady Gaga uma m.. Mas é o que está por aí. A banalidade e a desesperança, ou o contrário, sei lá, de nossos dias. Há quem diga que há uma construção bem feita desses astros, com referências aos milhares e toda uma proposta de cultura. Eu já acho que tudo, Youtube e demais meios, ou mídias, como preferir, são participantes do processo cibernético social.

    ResponderExcluir
  17. Sinceramente tudo isso nao passa de uma grande besteira...e sinceramente pra mim,ok,lady gaga é uma mulher totalmente vulgar que si veste que nem uma palhaça e ganha rios de dinheiro,influenciando a juventude ao pior...por isso que o mundo ta nessa baxaria,essas vacas tao acabando com a nossa classe feminina!Aonde o valor de uma muher e os seus meritos nao estao mais no carater,e sim se ela andar completamente nua...

    ResponderExcluir